Assinar Newsletter

Receba novidades, artigos e dicas especiais.

10 habilidades que você aprende sendo freelancer

Preciso fazer uma confissão: quando decidi seguir a carreira solo e ser freelancer full time, não imaginei que isso ia exigir tanto de mim. E não estou falando sobre meu trabalho como redatora de conteúdo, mas sobre habilidades que vão muito além do que estudei ou precisei aprender durante a vida profissional.

Outro dia estava organizando minha lista de tarefas para a semana e percebi que dedico uma boa parte do meu tempo fazendo propostas, olhando contratos, emitindo notas fiscais, tentando fazer um fluxo de caixa decente… Meu deus, como ninguém me disse antes que como jornalista freelancer eu ia precisar ver tanto número na minha frente? Socorro!

matematica

Pode ser que você esteja me achando a pessoa mais inocente do universo, mas pode ser que você não tenha pensado nisso ainda também. Por este motivo, separei neste post algumas habilidades não tão esperadas que um freelancer precisa ter para garantir sucesso nessa carreira. Espero que ajude! 🙂

10 habilidades essenciais para um freelancer

Antes uma das habilidades essenciais para um freelancer fosse passar café, pois nessa somos experts. O dia a dia nos exige conhecimentos muito mais complexos para que “nossa empresa” não deixe de funcionar como deveria. Conheça os principais deles:

1. Networking

Se quiser conquistar mais clientes e ser um profissional reconhecido pelo serviço que presta, você precisa aumentar sua rede de contatos. Para isso, vai ter que participar de eventos sem medo de falar com desconhecidos, abordar potenciais clientes e parceiros de trabalho no LinkedIn, sair um pouco do home office e também expor sua marca, via portfólio digital ou um blog (como eu faço aqui no Vivendo de Freela!).

2. Negociação

Definir preços, ajustar prazos de projetos, convencer o cliente de que a solução apresentada é melhor do que o que ele estava pensando… Todo freelancer precisa ser mestre na hora de negociar, principalmente porque não é possível fugir disso em nossa rotina, por mais diferente que seja o serviço prestado. Vale a pena estudar sobre o assunto, aprendendo técnicas efetivas para não perder todas as batalhas.

3. Gestão de projetos

sheldon
Vontade que dá quando tenho muitos projetos acontecendo ao mesmo tempo e não me organizei para isso…

Ao contrário do que acontece em muitos empregos formais, como freelancer você trabalha com vários clientes ao mesmo tempo, em projetos muito diferentes – cada um com seus objetivos e atividades principais. Sem uma boa gestão de projetos, é muito provável que você se perca e acabe deixando algum deles descoberto.

Procure por ferramentas que o auxiliem a manter sua gestão em dia, existem várias gratuitas e para diferentes tipos de projeto. Eu utilizo o Pipefy e gosto bastante!

4. Contabilidade

Mesmo que conte com o suporte de um contator para sua empresa, você precisa se dedicar minimamente para manter sua situação regularizada. Pressupondo que você já tenha um CNPJ para conquistar mais clientes, certo?

São várias as responsabilidades neste caso, de emissão de notas fiscais à declaração anual. Mantenha sempre a documentação em dia e entenda os impostos pelos quais está pagando.

Dica: uma boa opção para se regularizar como freelancer é se tornar MEI e, neste caso, existem contadores que prestam suporte gratuito para abertura e manutenção da empresa.

5. Marketing

Como freelancer, você também precisa aprender maneiras efetivas de divulgar seu trabalho, seja apostando no marketing pessoal, seja buscando alternativas para apresentá-lo como empresa. Já que não temos a verba de uma grande empresa para investir em marketing, a solução é apostar em marketing digital e em alternativas de baixo custo.

Criar um blog, ter um bom portfólio e manter perfis em redes sociais atualizados são alguns passos básicos para alcançar seus potenciais clientes.

6. Design

photoshop

Todo mundo precisa enviar propostas, fazer relatórios, criar apresentações…Ter o mínimo de noção de design ajuda a passar uma imagem muito mais profissional para o seu trabalho nessa hora. Aprenda o que puder sobre conceitos visuais e conte com o suporte de ferramentas como o Canva.com para criar as suas peças.

7. Redação

Como freelancer você também precisará escrever – e muito! De um simples e-mail a um aprofundado artigo para divulgar o seu trabalho em um blog parceiro. Sou suspeita para falar, mas acredito que lendo bastante e se inspirando em estilos e formatos de texto que você admira, não é muito difícil começar a se expressar de forma efetiva em textos.

Não ser difícil, entretanto, não significa que não seja trabalhoso: dedique-se à prática da redação para melhorar essa habilidade! Vale até repetir os exercícios de contar como foram as férias…

8. Finanças

finanças

Socorro, tenho que lidar com finanças! Sim, como freelancer você precisará manter um fluxo de caixa bem completo, considerando que possui diversas fontes de receita, que podem variar todos os meses. Tenha ao menos uma planilha no Excel para ajudá-lo a fazer esse controle e não se esqueça de considerar todas as suas despesas com o trabalho. Esse conhecimento é fundamental para a formação do preço de seus freelas!

9. Comunicação

Apresentações, palestras, textos, relatórios, e-mails, reuniões… se a comunicação não é seu forte, em qualquer formato que seja, está na hora de melhorar! Eu, por exemplo, tinha grande dificuldade em falar em público. O trabalho como freela, porém, me obriga frequentemente a fazer apresentações. O que eu faço? Treino bastante em casa, respiro fundo e me encho de coragem! No fim das contas, consigo me comunicar de forma tão segura quanto ao escrever aqui no blog.

10. Vendas

Deixei esse item por último, porque ainda não encontrei nenhum freelancer que ame vender seu próprio trabalho. Se você é um deles, apresente-se!

De qualquer forma, somos obrigados a vender diariamente, sejam nossos serviços, seja nossa imagem pessoal. Para isso, é necessário aprender sobre prospecção, abordagem e follow up – ou o volume de jobs torna-se muito menor do que poderia. Acompanhe blogs que falem sobre processo de vendas, como o do HubSpot. Isso irá ajudá-lo a pensar melhor nas dores de seus potenciais clientes e em como seus serviços podem resolvê-las.


Para ajudar a manter a produtividade e manter todas essas habilidades, recomendo a utilização dos materiais do Freelancer Doc Box: modelo de contrato, planilha para controle de caixa e vários outros documentos que salvam a vida! <3


Você = uma empresa completa

malabarista

Conhecendo essas habilidades já deu para entender que ser freelancer é tornar-se uma empresa completa, não? Isso que nem falamos em Recursos Humanos, Administrativo, etc. Áreas cujas habilidades também precisamos desenvolver!

Se está apostando nessa carreira solo, não deixe nenhum desses pontos sem atenção: podem ser os fatores que irão determinar seu sucesso como “eupresa”. 😉


Você desenvolveu alguma outra habilidade na vida como freelancer? Compartilhe conosco nos comentários deste post!


Lembrando que estamos também no nosso canal no YouTube, com vídeos novinhos sobre a vida de freela. Assina lá para não perder nenhum conteúdo. Também marcamos presença no Facebook, Instagram e LinkedIn. Nesses canais, compartilhamos muitas dicas para ter mais sucesso como freelancer e também para aproveitar todos os benefícios da carreira independente. É claro, também respondemos dúvidas. Só deixar elas aqui nos comentários do post 😃 

Luciane Costa
Formada em jornalismo e apaixonada por conteúdo digital. Virou freelancer porque precisava de uma grana extra e acabou descobrindo que adora trabalhar assim. Gaúcha e morando em São Paulo, ela é viciada em séries de detetives e adora cozinhar.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Desenvolvido por: