Assinar Newsletter

Receba novidades, artigos e dicas especiais.

Aperte o “pause”

Muita gente acha que lazer é supérfluo, especialmente quando a gente vive de freela. Afinal, para quê descansar se aquela hora pode ser usada para trabalhar e conseguir mais um job, não é?

Não é. Eu tenho certeza. Quem vive de freela sabe que a tendência é estar conectado o tempo todo ao trabalho para tentar solucionar as demandas que surgem. E que ainda tem o velho e bom peso externo do “Ah, você trabalha em casa? Então, já que tem horário flexível, dá para ajudar a resolver uns problemas no cartório, levar sua avó no médico e passar no banco depois?”. Traduzindo, tem gente que acha que “trabalhar em casa não é trabalhar”, acaba pedindo milhares de coisas para quem trabalha em casa e a gente se sente impelido a dizer “sim”. O fato é que tudo isso (e muito mais) faz a gente, de uma forma ou de outra, deixar o lazer em segundo plano.

Jornalista 24×7

produtividade

 

Outro dia ouvi de uma fonte o seguinte: “fui formado para ser médico. Meu olhar para o mundo é um olhar de médico. Por mais que eu tenha estudado administração hospitalar, algumas questões que teriam soluções óbvias e simples para alguém formado em administração exigem mais atenção de mim”. Essa fala diz o quanto nós temos um olhar treinado para ver o mundo sob uma ótica específica e o quanto é difícil “desligar” do trabalho. Jornalista é curioso por natureza, tudo parece chamar nossa atenção, tudo (ou quase tudo) pode ser uma pauta em potencial, uma fonte que um dia você precisará entrevistar, um assunto interessante para gerar buzz nas redes sociais do seu cliente. Jornalista não desliga.

Seja por excesso de demanda, seja porque que o trabalho é uma atividade prazerosa, parece muito difícil para algumas pessoas ter tempo de folga. Só que parar é essencial. Descanso é oxigênio: serve tanto para respirar e recompor as forças já gastas quanto para conseguir a matéria-prima que se vai gastar na combustão, na explosão de energia que o trabalho exige. Para quem precisa ser criativo no trabalho – e quem não precisa? – a pausa é fundamental. É o momento em que se capta o exterior, o inesperado, as soluções que seriam imprevisíveis se continuássemos olhando tudo, sempre, do mesmo jeito.

Sabe quando o streaming fica lento e você precisa apertar o “pause” do vídeo para que ele consiga carregar? A gente também precisa de pausas para poder carregar nosso cotidiano. Curta ou longa, a pausa é tão importante quanto o movimento. Um não existe sem o outro.

Dicas práticas para organizar momentos de folga

don draper

 

Mas, como organizar o tempo para ter uma folga? Algumas atitudes são fundamentais:

1- Marque na agenda

Todo compromisso sério de trabalho é agendado, com data e hora marcadas, não é? Então, encare a folga como um compromisso tão importante quanto os outros e anote, com antecedência. Assim, outra atividade não poderá tomar o tempo de sua folga se não for mais urgente ou importante que ela.

2- Adiante seu cronograma

Sabendo que você estará ausente por um período, organize sua agenda ao máximo nos dias anteriores, deixando espaços para imprevistos – assim, esses imprevistos não impossibilitarão que outras tarefas sejam cumpridas. Se for preciso, cancele eventuais tarefas cotidianas (abra mão de pequenas coisas, como o happy hour semanal ou saia dez minutos mais cedo da academia)  e delegue algumas atividades  menos fundamentais na semana anterior à folga. Isso vai deixar você com a sensação de ter “tempo sobrando” para adiantar algumas pequenas coisas que em geral deixamos para o dia seguinte.

3- Cumpra o cronograma que estabeleceu

Parece bobo, mas nós adoramos nos sabotar. Assim que pensamos que uma tarefa é muito breve, pensamos também que ela pode ser realizada amanhã. Simplesmente não faça isso. Proíba-se de procrastinar na semana que antecede sua folga.

4 – Avise as pessoas com antecedência

Esta atitude tem função dupla. Avisar colaboradores, clientes e parceiros serve para que eles se programem e só acionem você se algo for realmente importante. Avisar a família e os amigos é uma forma de fazer com que eles ajudem a “monitorar” se essa folga vai mesmo acontecer.

Por fim, quando a folga chegar, concentre-se nela! Aproveite cada minuto. Não se disperse pensando em trabalho, ou no dia da volta. Viva o presente e verá como o tempo de lazer pode ser tão produtivo e proveitoso quanto o tempo de trabalhar.


Você costuma reservar momentos de folga em sua rotina como freelancer? Conte para a gente como se organiza para conseguir relaxar!


Lembrando que estamos também no nosso canal no YouTube, com vídeos novinhos sobre a vida de freela. Assina lá para não perder nenhum conteúdo. Também marcamos presença no Facebook, Instagram e LinkedIn. Nesses canais, compartilhamos muitas dicas para ter mais sucesso como freelancer e também para aproveitar todos os benefícios da carreira independente. É claro, também respondemos dúvidas. Só deixar elas aqui nos comentários do post 😃 

Renata de Albuquerque
Sou jornalista porque acredito que conteúdo é fundamental; que ele faz a diferença para que as pessoas acreditem umas nas outras, nos projetos, nas empresas. Em 2002, decidi viver de freela. Quando defendi o Mestrado em Literatura Brasileira resolvi voltar ao jornalismo e, em 2012, abri a RDA Comunicação Corporativa (www.rda.jor.br)

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Desenvolvido por: