Assinar Newsletter

Receba novidades, artigos e dicas especiais.

Carreira Web Designer Freelancer: 9 dicas para você começar!

Olá tudo bom?

Eu sou o David Arty do blog Chief of Design, e estou a aqui no Vivendo de Freela, da a minha amiga Luciane Costa, para te passar dicas sobre a carreira de Web Designer Freelancer.

Então se você já pensou em trabalhar como Web Designer Freelancer, garanto que este texto é para você. E caso já atue como um, fique aqui também pois as dicas a seguir podem ser valiosas até para quem já está na estrada.

A área de tecnologia só cresce no Brasil, independente do momento do país, e isso resulta em ótimas oportunidades de trabalho em vários segmentos, inclusive para os Web Designers.

A seguir eu vou te passar 7 dicas fundamentais para você iniciar a sua carreira de Web Designer da maneira certa.

1 – Estude!!

Esse primeiro ponto pode ser óbvio, mas por mais incrível que pareça, muitas pessoas omitem essa fase ou fazem de forma desleixada. E esse erro pode lhe prejudicar em toda a sua trajetória. No ímpeto de começar a trabalhar, conseguir clientes e uma grana no final do mês, muitos freelancers começam a carreira de Web Designer com conhecimento rasos da área.

Com isso ele vai indo aos trancos e barrancos, criando coisas sem uma base, tendo que se virar, fazendo muitas gambiarras e aprendendo somente na tentativa e erro. É claro que você não precisa de um mestrado ou doutorado para trabalhar como Web Designer Freelancer, não é isso o que quero te passar. Inclusive a procrastinação da sua carreira deve ser algo combatido. Porém não ter uma base de conhecimentos vai prejudicar e atrasar a sua carreira de Web Designer Freelancer. Portanto não omita essa parte.

foto ilustrativa de um web designer estutdando

2 – Aprenda com quem já atua na área

Você pode começar estudando por conta, através da internet, via blogs, youtube e redes sociais em geral, e também por livros. Além do estudo autodidata, um coisa que vai otimizar essa etapa é realização de cursos.

Temos cursos presenciais e online. Inclusive eu lancei recentemente um curso online para quem deseja ingressar na carreira de Web Designer. Ele está bastante completo, passando por fundamentos de design, conceitos de web design, design de conversão, processo criativo, básico de photoshop, fluência em HTML e CSS, WordPress e a criação de um projeto de uma interface de website. Você pode conferi-lo (ou entrar na lista de espera, dependendo de quando estiver lendo este artigo) clicando aqui.

web-designer-pro curso de web design

Além de cursos online, você pode fazer cursos presenciais dependendo do seu perfil e disponibilidade de tempo. Outra opção é fazer uma faculdade de design digital. Infelizmente existem poucas faculdades do tipo. Então, como opção, você pode fazer uma faculdade de design gráfico e depois se especializar em web design.

O ideal é que você estude tanto por conta, via livros e internet, quanto com cursos especializados. Antes de querer trabalhar como Web Designer freelancer aprenda sobre a área, estude suas matérias fundamentais, veja os depoimentos e aprenda com as experiências de outros profissionais e utilize isso a seu favor.

E tenha consciência que você sempre precisará se atualizar na sua carreira de web Designer, logo essa etapa é algo contínuo e ininterrupto. Isso serve para todas as profissões, porém para um Web Designer Freelancer é muito mais importante, pois tecnologias, conceitos e tendências se atualizam em uma velocidade muito maior.

3 – Coloque em Prática. CRIE!

Não basta só estudar, você deve colocar em prática tudo aquilo que aprendeu, porque se você não fizer isso , o esforço e dedicação em aprender serão em vão. Infelizmente, muitas pessoas são de 8 à 80: ou começam a praticar sem base de conhecimentos ou só estudam e nunca colocam em prática aquilo que estudaram. Eu mesmo conheço muitas pessoas assim.

designer em processo de criação

Você deve praticar e iniciar a sua carreira de Web Designer assim que tiver adquirido uma boa base de conhecimentos. A prática também é uma forma de aprendizado: tem coisas que você só aprenderá criando. Nenhum livro ou curso conseguirá te ensinar tudo o que você precisa. É necessário uma harmonia entre os estudos e a prática.

Caso não tenha clientes (o que no começo é super normal), crie situações. Elabore peças mesmo que fictícias (os famoso “cases fantasmas”) e aplique todo o seu conhecimento e talento. O mais importante é você mostrar para o mundo o seu talento. A seguir falaremos mais sobre isso.

4 – Trabalhe alocado ou encontre um emprego fixo

Às vezes é preciso dar um passo para trás para podermos depois darmos dois para frente. Começar a carreira de Web Designer freelancer pode não ser uma tarefa das mais fáceis, principalmente se você não tem experiência. Por isso, trabalhar para empresas pode ser um passo importante na sua trajetória.

Além de experiência, você faz network, interage com clientes, aprende novas técnicas e lida com diferentes tipos de pessoas.

E uma coisa legal que trabalhar em uma empresa não impede você de ser freelancer. Nas horas vagas você pode iniciar a sua carreira tranquilamente, ainda mais com um respaldo financeiro do seu emprego.

Você pode trabalhar fixo em uma empresa, por um determinado tempo, antes de seguir somente como Web Designer freelancer.

Uma outra boa opção é realização de estágios. Por mais que você esteja “trabalhando para alguém”, você vai adquirir experiência antes mesmo de começar a trabalhar como freela. Como estagiário, você tem a vantagem (e desvantagem em alguns casos) de não ter vínculo empregatício.Logo, se não der certo, é mais fácil sair.

foto ilustrativa: webdesigner trabalhando em agência

5 – Mantenha o seu portfólio atualizado

Qualquer área de atuação criativa requer bom portfólio para apresentar a seus potenciais clientes. Ele é a prova efetiva do seu trabalho e apresenta além de outros cases, também o seu estilo e personalidade. Por isso eu nem preciso te falar que você deve criar o seu.

A criação de um portfólio é uma tarefa contínua, ou seja, depois de iniciada, nunca mais termina. É preciso mantê-lo atualizado sempre e incrementando a sua “pasta de jobs” os seus novos trabalhos.

Não se importando tanto com o número de trabalhos e sim com a qualidade deles. Três bons trabalhos é muito melhor do que nove meia-bocas. Caso queira mais dicas sobre portfólio, eu sugiro que baixe este eBook guia sobre portfólio.

foto ilustrativa de portfólio de um web designer

6 – Crie um blog ou um canal do Youtube, ou melhor, crie os dois.

A internet tem um poder assombroso. É impressionante como ela pode elevar a sua carreira de de qualquer profissional, de qualquer segmento, de um jeito fantástico, desde que utilizada com inteligência. E do mesmo jeito, pode jogá-la no limbo, caso seja utilizada de maneira errada.

Uma das opções que você tem para aproveitar todo esse gigantesco potencial, é criar conteúdos para a internet. Um exemplo disso sou eu: não estaria aqui escrevendo no blog da Luciane, se não fosse pelos conteúdos que publico desde 2014 no Chief of Design e mais recentemente na Designimador. E assim como eu, a Luciane Costa e tantos outros profissionais utilizam dessa possibilidade que a internet nos dá.

foto ilustrativa de um webdesigner trabalhando

Você como Web designer freelancer, principalmente no começo, terá mais tempo para projetos pessoais. Por isso invista na criação e um blog. Através de um blog você pode mostrar o seu conhecimento, se apresentar de forma profissional, conquistar audiência e seguidores fiéis.

Produzindo conteúdos para internet você divulga o seu nome como Web designer Freelancer, crescendo profissionalmente e pessoalmente, aprendendo muito com esse trabalho, e ainda ajudando muita gente com o seu conteúdo.

Uma outra opção é criar um canal no youtube. Você pode criar vídeos de diversas maneiras: tutoriais, no estilo vlog, noticiário e etc. O ideal é você, se puder, criar os dois.

Existem outras redes sociais onde você deve marcar presença, mas normalmente elas têm outros objetivos (como entreter e informar). Por isso, um blog e um canal no youtube são canais ideais para você produzir conteúdos.

Mas não basta criar, você tem que mostrar para o mundo ao que veio. Por isso é preciso divulgar o seu ofício.

7 – Divulgue o seu trabalho. Mostre-se como um profissional

Eu já presenciei muitas pessoas extremamente talentosas perderem oportunidades por falta de uma apresentação adequada, por timidez e falta de atenção nessa parte que também é intrínseca da carreira de um Web Designer. E no caso de um Web Designer freelancer, mais necessário ainda.

Divulgue o seu trabalho online e offline!

web designer

No online você pode divulgar via redes sociais, em sites específicos para freelancers, em grupos e comunidades, além de ter a possibilidade de criar anúncios pagos no facebook, google e outros.

Já no offline você deve usar o famoso “boca a boca” para conseguir indicações de trabalho. E claro que pode ser útil um cartão de visitas.

Mas existe um jeito de divulgar o seu trabalho muito eficaz, talvez o mais poderoso de todos, e que pode trazer muitos louros para sua carreira de Web Designer, que é a criação de conteúdos para internet.

8 – Não tenha medo ou preconceito de códigos e tecnologia

É impressionante o número de profissionais que deixam de evoluir suas carreiras, que deixam de conquistar oportunidades, simplesmente por medos ou pré conceitos. Se você pretende trabalhar com Web Design, saiba que lidar com tecnologia será algo necessário. Entretanto, ao contrário do que muita gente pensa, essa tarefa não é um bicho de sete cabeças.

foto ilustrativa de webdesigner trabalhando com html e css

E quando se refere a um Web Designer, talvez, menos ainda, pois esse profissional não precisa saber programar. O Web Designer é acima de tudo um Designer e não um desenvolvedor.

Como um Web Designer o que você precisa entender, pelo menos, é sobre o funcionamento de um site, sobre a web, e como seu design será utilizado.

Por isso é importante que um Web Designer aprenda HTML e CSS. E o mais doido disso é que essa linguagens não são programação. Trata-se de linguagens de marcação e formatação.

E pensando nisso, nessa dificuldade da galera criativa com códigos, eu criei um eBook de Fluência em HTML & CSS. Caso tenha interesse , você pode saber mais clicando aqui.

Talvez você nem precise lidar com tais códigos no dia-a-dia, mas conhecê-los ajudará na criação do layout, porque você terá a real noção do que pode ou do que não pode.

9 – Seja resiliente e mantenha-se firme e motivado

Nada é fácil nessa vida e isso você já está cansado de saber, mas para o Web Designer freelancer em início de carreira essa frase tem peso 1000. As coisas são difíceis realmente, mas não impossíveis. Hoje em dia temos possibilidades que nossos pais e avós nunca nem sonharam em ter. Mas para isso você precisará ser resiliente e encarar os problemas de frente sem se deixar abater por coisas externas e principalmente medos e questões internas.

Não estou dizendo para ser um “Rambo” da vida e sair correndo e atirando em tudo o que vier pela frente. Não é isso. Entretanto se você deseja seguir na carreira de Web Designer freelancer, será necessário persistir nos momentos difíceis mantendo a saúde mental.

Se conseguir ter essa qualidade, com certeza você se tornará mais forte após superar as situações difíceis, que ocorrem com todo mundo, seja freela ou não.

Para ser freelancer também é preciso confiança em si mesmo e aprender lidar com os eventos imprevistos que podem surgir no caminho.

Então, se você acha que tem perfil para ser freelancer, arrisque-se e tente. E caso não dê certo, você não se adapte, não há mal em recomeçar.

Agora é com você 😀

Espero que essas dica lhe ajudem na jornada. A internet cresce vertiginosamente e cada vez mais as oportunidades para um Web Designer freelancer brotam em vários cantos.

Não existe fórmula mágica para ser bem sucedido como Web Designer. O que de verdade existe sim muito trabalho, disposição e estudos. O ideal é encarar a sua carreira de Web Designer como se fosse uma árvore que começa pequena, necessitando de mais recursos, vai crescendo, enraizando, até que aflora se tornando forte e gerando frutos.

E como falei lá no começo, o primeiro passo de tudo é o estudo. O aprendizado é a base e é algo que está presente do começo ao fim da sua Carreira.

Caso queria saber mais sobre a carreira te aconselho assistir a uma palestra que gravei sobre a carreira de Web Designer Freelancer. E se você já se decidiu, está ingressando na área , ou até mesmo se pretende se atualizar, eu tenho um curso que pode te ajudar. Para conferi-lo acesse o site do curso.

Muito obrigado e até próxima 🙂

Autor
David Arty
Trabalha com design, principalmente com design para web, desde 2009. Procura transformar ideias loucas e complexas em peças simples, atrativas e funcionais. Escreve também nos blog Chief of Design e Designimador.

Comentários

2 Comentários
  1. postado por
    Arthur
    jun 30, 2017 Reply

    Eu acho que mais importante de tudo, é trabalhar de algum lugar que te de visibilidade e fazer networking!! Eu uso muito um app que chama BeerOrCoffee, serve para fazer os dois!!

    • Luciane Costa
      postado por
      Luciane Costa
      jun 30, 2017 Reply

      Que legal Arthur!! Somos parceiros do BeerOrCoffee, ajuda muito na vida de freela mesmo!

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Desenvolvido por: