Assinar Newsletter

Receba novidades, artigos e dicas especiais.

Como buscar freelas e conquistar novos clientes?

Então você resolveu ser freelancer, montou um home office, definiu o preço para seus freelas e atualizou seu perfil do LinkedIn… Mas ainda não conseguiu nenhum trabalho? Calma, é muito comum levar algum tempo até alcançar um fluxo de jobs suficiente para ocupar todas as horas úteis do seu dia – inclusive, por isso, não recomendo abraçar a carreira de freelancer sem antes experimentá-la enquanto ainda está em um emprego fixo.

Para começar a construir sua marca, conquistar clientes e montar um portfólio para seu trabalho, separei algumas dicas sobre onde e como buscar freelas. Se você tiver mais alguma sugestão que não está nesse post, não deixe de compartilhar nos comentários.

5 Dicas para buscar freelas

1. Participe de plataformas para freelancers

A maneira mais fácil de começar a trabalhar como freela é cadastrando-se em plataformas que oferecem oportunidades para esse tipo de profissional. Existem sites específicos para determinadas áreas e outros bastante genéricos. Apenas não se esqueça: em muitas dessas plataformas os preços oferecidos pelos contratantes estão bastante abaixo do valor do mercado.

  • 99freelas: plataforma com oportunidades para diversas áreas, em que empresas divulgam seus projetos e recebem propostas dos profissionais. Na conta gratuita, é preciso esperar um prazo para oferecer sua proposta, então se torna difícil fechar negócio sem a conta premium, que custa R$ 23,99 por mês.
  • Workana: esta plataforma é bastante semelhante ao 99freelas, mas a principal diferença é que o site recebe um percentual em cima do valor do seu serviço.
  • Getninjas: também oferece a opção de ser um usuário premium, que recebe maior número de contatos de interessados para determinado serviço. Eu utilizo a conta gratuita e nunca tive retorno com ela.
  • Rock Content: plataforma exclusiva para redatores e tradutores de conteúdo. Para ter acesso às tarefas, basta se cadastrar, candidatar-se com um texto teste para a categoria que deseja escrever e, depois de aprovado, escolher as pautas do seu interesse. É bem segura para o freelancer pois os pagamentos são feitos pela própria RockContent.
  • Contentools: esta também é uma plataforma exclusiva para redatores, porém, após o cadastro, é preciso aguardar aprovação, que acontece conforme a demanda da categoria para a qual se inscreveu. Na Contentools, o contato é feito com as empresas clientes, que negociam volume de produção e valores diretamente com você. A vantagem é poder negociar o preço e criar vínculo com a marca para a qual escreve.

2. Acompanhe canais de empregos

Mesmo que não esteja procurando por emprego fixo, saiba que alguns sites de vagas possuem divulgação de oportunidades para freelancers. Um deles é o Trampos, em que você pode filtrar sua busca apenas para esse tipo de anúncio. Vale a pena ficar de olho!

3. Não tenha medo de divulgar seu trabalho

yoda

Vejo muitos profissionais com medo ou timidez de divulgar seu trabalho como freelancer para sua rede de contatos, principalmente quando têm um emprego fixo. Não tenha esse receio! Quanto mais as pessoas souberem que você oferece um serviço, mais chance terá de conseguir indicações de trabalho.  Crie um portfólio online, compartilhe nas redes sociais, entre em contato com quem já trabalhou e peça dicas para colegas de profissão. A maior parte dos freelas que faço hoje surgiram justamente a partir do networking com pessoas que já conhecia.

4. Use o LinkedIn

O LinkedIn é uma excelente ferramenta para divulgar seu trabalho. Para aproveitar bem a rede, atualize seu perfil, participe de grupos relevantes para sua área e, com certa frequência, compartilhe conteúdos escritos por você pela ferramenta Pulse. Desta forma, irá mostrar aos seus contatos que é um especialista no que faz e para que tipo de oportunidades está disponível. Caso não se sinta confortável em escrever, tente, ao menos, compartilhar com regularidade conteúdos de fontes relevantes em sua atualização de status.

5. Crie um blog ou site

Se a ideia é profissionalizar ainda mais seu trabalho e você tem tempo para dedicar a isso, uma ótima estratégia é criar um blog ou site para divulgar seu serviço. Torne-se uma referência em sua área ao escrever sobre temas relevantes e, ao mesmo tempo, aproveite para ser notado por empresas que possam ter interesse em seus serviços. Ainda é possível captar contatos por meio de conteúdos para download e inscrição para newsletter, que formarão sua própria lista de potenciais clientes.

Nada disso deu certo? Repense a estratégia!

decepção

Se nenhuma dessas dicas de como buscar freelas funcionou para você, talvez seja o caso de repensar sua estratégia. O serviço que está oferecendo é realmente uma demanda do mercado? O preço que está cobrando é justo em relação ao de seus concorrentes? Sua experiência profissional é consistente? Analise a resposta para essas perguntas e pense o que pode ser mudado para ter sucesso como freelancer. Pode ser que adie um pouco os planos, pode ser que tenha que mudar o foco: apenas não desista de ser dono de sua própria carreira, vale a pena!

Você tem mais alguma dica para encontrar freelas? Compartilhe conosco aqui nos comentários!


Para ajudar na gestão de clientes, recomendo a utilização dos materiais do Freelancer Doc Box: modelo de contrato, planilha para controle de caixa e vários outros documentos que salvam a vida! <3



Lembrando que estamos também no nosso canal no YouTube, com vídeos novinhos sobre a vida de freela. Assina lá para não perder nenhum conteúdo. Também marcamos presença no Facebook, Instagram e LinkedIn. Nesses canais, compartilhamos muitas dicas para ter mais sucesso como freelancer e também para aproveitar todos os benefícios da carreira independente. É claro, também respondemos dúvidas. Só deixar elas aqui nos comentários do post 😃 

Luciane Costa
Formada em jornalismo e apaixonada por conteúdo digital. Virou freelancer porque precisava de uma grana extra e acabou descobrindo que adora trabalhar assim. Gaúcha e morando em São Paulo, ela é viciada em séries de detetives e adora cozinhar.

Comentários

9 Comentários
  1. postado por
    Juliana Moreli
    jun 27, 2016 Reply

    Olá!

    Ótimas dicas!
    Estou há alguns meses trabalhando como Freelancer na área de animação e a coisa mais difícil é conseguir fechar projetos com o valor justo para mim.
    Não sei se é a plataforma que eu uso, mas os clientes em potencial nem respondem tua proposta se você cobrar o valor justo. Por isso acabo tirando menos da metade do que eu gostaria de tirar. Isso que até hoje só recebi elogios e 5 estrelas nessa plataforma, rs.
    Mas continuo correndo atrás de fazer isso dar certo, pois amo o que faço, e amo como faço isso também.

    Boa sorte para todos nós!

    • lucianecosta
      postado por
      lucianecosta
      jun 29, 2016 Reply

      Oi, Juliana!
      Obrigada 🙂

      Também não consegui ganhar o que queria por meio das plataformas..tive mais sucesso quando comecei a ir atrás dos meus próprios clientes via indicação e LinkedIn. Aposte nessas boas avaliações que você tem!

      Sucesso! Abraço!

    • postado por
      Mariane
      out 31, 2016 Reply

      Oi Juliana,

      Se essa plataforma se chamar 99Freelas, Workana ou Prolancer, esqueça. Muito melhor você criar um blog e, como disse a dona deste blog, apostar nas redes sociais. Procure se destacar criando uma marca e investindo em marketing de conteúdo.

      Essas plataformas, infelizmente, atrapalham mais do que ajudam. Prostituem ainda mais o mercado. Mas há uma salvação. É começar a pensar como empreendedor, pesquisar onde buscar clientes, como atrair os clientes certos, como ser o mais profissional possível. Um plano de negócios ajuda muito nessas horas.

      Já ouviu falar em marketing de conteúdo? É o que grandes empresas estão fazendo para “educar os clientes”. =)

  2. postado por
    5 características que todo freelancer precisa ter – Vivendo de Freela
    jul 4, 2016 Reply

    […] no ponto anterior sobre busca de clientes e, de fato, eles não caem do céu para quem é freelancer. Não se preocupe em ser um super […]

  3. postado por
    André Ito
    jul 29, 2016 Reply

    Bom, estou buscando essa carreira de freelancer e posso dizer que a coisa mais difícil é conquistar clientes. Criei site, página no facebook, instagram, perfil no Linkedin e mais recentemente eu voltei a adicionar contatos no perfil pessoal do fb (antes eu não tinha). Por enquanto, eu ainda não consegui nada via redes sociais, mas é algo que funciona sim, e reconheço que eu não estou sabendo utilizar.

    O que eu resolvi fazer?

    1º- Correr atrás de eventos e palestras. Já começo na semana que vem no primeiro evento e lá vou distribuir o maior número de cartões de visita que eu conseguir. Se o cliente não vai até você, vá até ele.

    2º- Vou mudar o meu site e adicionar uma página de blog e começar a escrever para ganhar mais visibilidade.

    3º- Em breve vou alterar todo o meu facebook e deixar o meu perfil com uma pegada profissional. E lógico, adicionar outros empreendedores. Quem sabe não pinga uma oportunidade?

    Páginas para freelancers como 99freelas e GetNinjas é perda de tempo. Não funciona. É muita propaganda e palavra bonita pra pouca efetividade. Talvez funcione para quem quer trabalhar por um preço abaixo do mercado, o que não é meu caso. Ser um bom freelancer passa por valorizar o seu próprio trabalho.

    É tudo muito difícil, mas é necessário para que a gente saia da zona de conforto (à qual eu sou muito vulnerável).
    Desistir de ser freelancer? Jamais.

    • lucianecosta
      postado por
      lucianecosta
      jul 30, 2016 Reply

      Oi, André!

      Que legais as suas dicas! São atitudes que dão certo mesmo.. não dá para ficar em casa esperando os freelas caírem no colo!!
      Não vamos desistir, as oportunidades existem 🙂

      Abraço!

  4. postado por
    Claudia Nascimento Ekström
    ago 18, 2016 Reply

    Gostei das dicas, mas, segundo a minha experiência, o mercado é bem fechado, infelizmente. Eu sou jornalista e moro na Suécia, isso também pode dificultar as coisas…mas ainda nao perdi as esperancas!

    • lucianecosta
      postado por
      lucianecosta
      ago 18, 2016 Reply

      Oi, Claudia! Realmente, não dá para dizer que o mercado seja fácil…acho que o grande desafio para conseguir mais espaço é se tornar mais competitivo em relação aos outros freelancers e até empresas que são seus concorrentes. Sucesso para você, não perca as esperanças! 🙂

  5. postado por
    Vitória
    set 18, 2016 Reply

    Olá, estou passando para indicar um novo site de Freelancer, que se chama Profissionais Freelas, para acessar http://www.profissionaisfreelas.com.br

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Desenvolvido por: