Assinar Newsletter

Receba novidades, artigos e dicas especiais.

Ser multitarefa não ajuda sua rotina como freelancer

Você sente orgulho de si mesmo por ser um profissional multitarefa? Nos últimos anos, parece que essa se transformou em uma das características chave para se ter sucesso na carreira, não é mesmo? Tanto é que estão pedindo esse comportamento até para os pobres estagiários…

multitarefa-vagas
Tem que ser multitarefa desde o estágio: passar café, preencher planilha, assoviar e chupar cana, tudo ao mesmo tempo!

Aquela imagem de pessoa super ocupada, que precisa atender ao telefone no meio das reuniões, que digita e-mails enquanto dirige e que preenche planilhas ao mesmo tempo em que resolve problemas com o colega de equipe… Nossa, que imagem de profissional bem sucedido! Será mesmo?

multitarefa

Nos convencemos de que ser multitarefa era algo bom quando as responsabilidades começaram a se acumular para uma mesma função. Quando uma única pessoa precisa dar conta de tantas atividades, nada mais natural do que pensar que seja bom ela fazer todas ao mesmo tempo. Só que isso não é verdade!

Neste post, vou explicar melhor o que é ser multitarefa e porque essa não deve ser uma característica a ser desenvolvida por você como profissional freelancer.

Aproveite a leitura! (e nada de ficar assistindo TV ao mesmo tempo!!)

O que é ser multitarefa?

peggy olson

O conceito mais correto de multitarefa diz respeito àqueles que fazem mais de uma atividade ao mesmo tempo. Ou seja, levando para o cotidiano do trabalho, aquela pessoa que conversa ao mesmo tempo em que escreve um e-mail, por exemplo.

Existe, entretanto, um outro comportamento que pode ser comparado com o de multitarefa: o multiswitch. Esta característica nada mais é do que a prática de alternar duas ou mais tarefas rapidamente. Sabe aquela desviada de atenção do trabalho para conferir o WhatsApp ou para dar uma olhadinha naquela janela do Facebook que ficou aberta? Isso é multiswitch e também pode ter efeitos na sua rotina de trabalho.

Como ser multitarefa pode prejudicar sua rotina como freelancer?

burnout

Tem muita gente por aí tentando ser multitarefa, o que até faz sentido em alguns casos, desde que as atividades envolvam habilidades cognitivas bastante diferentes. Explicando melhor, você pode arrumar a cama sem parar de conversar com outra pessoa, pois certamente nenhuma das duas tarefas será prejudicada e você ganhará algum tempo em seu dia.

Mas você pode escrever um e-mail ao mesmo tempo em que fala ao telefone? Acho difícil que isso aconteça de forma eficiente…

Além do que, você pode estar gastando sua energia à toa: uma pesquisa feita pela Universidade de Utah mostrou que apenas 2% da população pode de fato ser multitarefa. Será que você faz parte dessa pequena parcela?

Se não fizer, vale apena conhecer alguns motivos pelos quais ser multitarefa (ou multiswitch) não ajuda em sua rotina como freelancer. Veja abaixo:

Queda de produtividade

produtividade

Você acha que consegue concluir mais tarefas por fazê-las simultaneamente? Pelo contrário! De acordo com um estudo divulgado pela Harvard Business Review e conduzido pelo Instituto de Psiquiatria da universidade, tentar focar em mais de uma tarefa diminui sua produtividade em 40%, além de reduzir seu QI em 10 pontos durante este período.

Vale a pena fazer o teste! Eu aprendi usando a técnica Pomodoro que consigo fazer meu tempo render muito mais se dividi-lo em períodos de 25 minutos de trabalho focado, com 5 minutos de descanso entre eles.

Diminuição de qualidade do serviço oferecido

Sem se focar em uma única atividade, é difícil concentrar-se o suficiente para garantir a qualidade do serviço que você oferece como freelancer. Com isso, é possível que muitos detalhes passem despercebidos e cheguem até o seu cliente, prejudicando sua imagem profissional.

O recomendado, segundo o Instituto de Pesquisa Médica Francês (Inserm), é que você fique pelo menos 20 minutos totalmente concentrado em uma tarefa antes de fazer uma pausa ou mudar para outra atividade. Assim, você permite que os dois lados do seu cérebro estejam dedicados ao que está fazendo naquele momento.

Desgaste de energia

cansado

Quem nunca fez várias coisas ao mesmo tempo para poder se ver livre logo e chegar ao horário de descanso? O problema é que você tem um desgaste de energia maior sendo multitarefa do que trabalhando com foco em uma atividade de cada vez.

Aqui também vale fazer o teste! Você vai perceber que chega ao final do dia mentalmente muito mais relaxado e disposto a fazer outras coisas, desde estudar até aproveitar umas horinhas merecidas de lazer.

Aprendizado comprometido

Da mesma forma que sua concentração diminui, afetando a qualidade do serviço, sendo multitarefa seu aprendizado também fica comprometido. Aqui não falo apenas de quando você está lendo um artigo sobre sua área ou participando de um curso.

Sabe aquele briefing que o cliente passa por Skype e você fica respondendo e-mails ao mesmo tempo? É muito provável que esse job volte com algum pedido de refação, pois você não conseguiu absorver totalmente o que foi falado, nem fazer as perguntas necessárias. E nada de culpar o pobre cliente por isso!

Aumento da ansiedade

ansiedade

Eu sei, é difícil não olhar o e-mail toda hora, não conferir se chegou uma mensagem importante no WhatsApp, não verificar os acessos do seu site logo após aquela publicação programada… Mas vai fazer alguma diferença se você fizer isso 25 minutos depois? Normalmente não.

Ser multitarefa, resolver várias coisas ao mesmo tempo, estar atento a tudo…já ficou ansioso só de pensar nisso, né? Viva e se concentre no presente, você vai ficar surpreso em ver como existem minutos suficientes no seu dia para resolver tudo, uma coisa de cada vez. E, quando chegar em casa à noite, seu ritmo também vai estar muito mais tranquilo para que possa relaxar de verdade.

Apesar disso, aproveite os micro-momentos!

Ok, todos nós queremos fazer o máximo que conseguimos em nosso dia e, muitas vezes, tentar ser multitarefa é irresistível. Se você sentir que precisa muito fazer várias coisas ao mesmo tempo, está liberado em uma situação: durante seus micro-momentos.

Sabe aquele tempo entre uma tarefa ou outra, como os 5 minutos de intervalo do Pomodoro? Eles podem servir para isso! Além, claro, daquele tempo que gasta no trasporte público, na fila do banco, no caixa do supermercado…

Aproveitar esses momentos para realizar alguma tarefa é normal, ainda mais com um smartphone na mão. Mas, quando puder, não deixe de usar esses minutos para se focar também em uma leitura, na conversa com quem está com você ou simplesmente no ato de olhar para o mundo ao seu redor.

Foco ou multitask: qual a sua escolha?

trabalho remoto

Na hora de responder a esta pergunta, você deve pensar: eu quero ser o profissional que demonstra agilidade ou qualidade? Não sei você, mas para mim a resposta é bastante clara…

Agilidade é importante, sim, mas não esqueça que, como freelancer, provavelmente seu cliente não esteja presente em seu dia a dia de trabalho. Difícil ele perceber que você demorou 25 minutos para responder a um e-mail… Mas, com certeza irá notar se a qualidade do serviço não estiver dentro do seu padrão.

Além do mais, cuide de você! Se optou por uma carreira solo, você não precisa mais se preocupar em atender a todos os requisitos comportamentais (muitas vezes nada saudáveis) que o mercado de trabalho tem exigido por aí. Liberte-se!


E você, concorda que ser multitarefa não ajuda na rotina como freelancer? Compartilhe sua opinião nos comentários! 🙂


Lembrando que estamos também no nosso canal no YouTube, com vídeos novinhos sobre a vida de freela. Assina lá para não perder nenhum conteúdo. Também marcamos presença no Facebook, Instagram e LinkedIn. Nesses canais, compartilhamos muitas dicas para ter mais sucesso como freelancer e também para aproveitar todos os benefícios da carreira independente. É claro, também respondemos dúvidas. Só deixar elas aqui nos comentários do post 😃 

Luciane Costa
Formada em jornalismo e apaixonada por conteúdo digital. Virou freelancer porque precisava de uma grana extra e acabou descobrindo que adora trabalhar assim. Gaúcha e morando em São Paulo, ela é viciada em séries de detetives e adora cozinhar.

Comentários

1 Comentário
  1. Alessandro Pimentel
    postado por
    Alessandro Pimentel
    set 16, 2016 Reply

    Matéria muito boa e bem condizente com o que vem acontecendo no cenário atual, onde são exigidos mil e uma coisas das pessoas, mas em que na maioria das vezes se responsabilizar por fazer muitas coisas é prejudicial, pois não terá sucesso em todas.
    É como dizem. “Quem faz muita coisa ao mesmo tempo, não faz nada por completo”.
    Hoje´, na grande maioria das vezes, precisamos muito de especialistas que façam as coisas corretamente e tragam benefícios e evoluam a área onde estão atuando. Além de gerarem segurança no que estão fazendo.
    E em um mundo onde está se tendo muita informação e muita coisa acontecendo ao mesmo tempo, foco é primordial.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Desenvolvido por: