Assinar Newsletter

Receba novidades, artigos e dicas especiais.

Como promover seu trabalho como freelancer no Linkedin

Todo mundo sabe, ou pelo menos deveria saber, que o LinkedIn é uma importante ferramenta de networking e de relacionamento profissional. Não é para menos, afinal ele é uma rede social focada em conectar profissionais para que encontrem novas oportunidades em suas áreas de atuação. Seus próximos projetos como freelancer, inclusive, podem estar escondidos por ali… Mas você sabe como ter um perfil com mais relevância no LinkedIn para conquistar essas oportunidades e atrair novos clientes?

7 dicas para melhorar seu marketing pessoal no LinkedIn

Nesse post, listei alguns pontos importantes para você deixar seu perfil no LinkedIn mais atrativo e poder alcançar um maior número de potenciais clientes e parceiros de negócios. Veja quais são e melhore seu marketing pessoal!

1. Visualizações de perfil

No LinkedIn, existe a opção de ver quem andou olhando seu perfil e você não deve perder a oportunidade de usar essa ferramenta para entrar em contato com diferentes profissionais do mercado. Se eles chegaram ao seu perfil, na maioria das vezes significa que estão procurando pessoas com suas habilidades.

Não tenha receio de fazer networking, o LinkedIn serve para isso! Conecte-se, envie uma mensagem apresentando seu trabalho, diga que está disponível como freelancer e fique à disposição para marcar um café. Grandes parcerias podem surgir assim!

Outro ponto importante sobre as visualizações de perfil é que o LinkedIn mostra gráficos sobre o número de pessoas que visitaram o seu nos últimos dias e semanas, comparando às visualizações das pessoas que estão na sua rede de contatos, que possuem o mesmo empregador ou que tenham perfil profissional semelhante semelhante. Acompanhe esses números como uma meta pessoal, pois eles representam sua competitividade em seu setor. Não deixe, também, de adicionar as pessoas que aparecem como profissionais com experiências semelhantes, assim você amplia sua rede de contatos com potenciais parceiros ou clientes.

2. Tenha um Perfil campeão

Mantenha o seu perfil atualizado, esse é um dos principais pontos para as pessoas te encontrarem. Quando você muda alguma informação em seu perfil, essa ação aparece para os seus seguidores, mantendo você sempre visível. Deixar atualizados cargos, cursos e funções também ajuda as pessoas a te encontrarem por buscas realizadas com base em palavras-chave. Ou seja, não deixe de incluir suas habilidades e competências!

O ideal é manter o seu perfil assim:
perfil campeão

3. Publique conteúdo relevante

Esqueça os memes do Facebook, as reclamações diárias e as selfies, o LinkedIn não é lugar pra isso. O ideal é compartilhar atualizações do seu portfólio, projetos desenvolvidos, textos publicados, matérias relevantes e novidades do seu ramo de atuação. Existe até uma nova (nem tão nova assim) ferramenta onde você pode publicar um conteúdo próprio, como se fosse um blog. O Pulse permite que você poste seus textos, receba comentários e saiba quantas pessoas leram seus conteúdos:
linkedin pulse

4. Tenha recomendações

Peça a colegas de trabalho, chefes ou clientes recomendações sobre você, isso fará bastante diferença quando alguém visitar seu perfil pela primeira vez. Recomendações mostram que tipo de profissional você é e qual o tipo e a qualidade de serviço que entrega. As opiniões podem ser tanto escritas quanto por “votos” em competências e habilidades que você definir como foco e, sem dúvida, são um conteúdo muito rico para promovê-lo ainda mais.

5. Não minta sobre suas habilidades

Se você não sabe fazer bolo, ou faz um bolo bem mais ou menos, não afirme que sabe fazer. Imagine a situação: um possível cliente entra em contato, pede para marcar uma reunião e começa a fazer diversas perguntas sobre bolo. Se você não souber responder, sua chance de conseguir esse ou outro job pode ir por água abaixo. Na hora de definir suas habilidades principais, menos é mais! Foque naquilo que realmente sabe fazer e que tem como foco na hora de prestar serviços como freelancer.

6. Faça uma conta Premium

Pois é, nada que é muito bom é totalmente de graça… Para conseguir mandar mensagens a pessoas que não são suas conexões (os inmails), visualizar mais perfis e destacar sua candidatura a vagas de freela, você vai ter que pagar por uma conta Premium. O valor fica por volta de R$ 50,00 por mês, que podem ser muito bem recompensados se você souber ir atrás de novos clientes usando o LinkedIn!

7. Divulgue sua marca

Por fim, é sempre bom repetir: divulgue, divulgue, divulgue e divulgue mais um pouco seus projetos no Linkedin. Isso fará com que as pessoas se lembrem de você e do serviço que você oferece sempre que precisarem.

Hora de atualizar seu LinkedIn!

Leu esse post até o fim e bateu aquela vergonha por não estar com o perfil atualizado? Faça isso agora mesmo! O lado bom é que o LinkedIn ajuda você a lembrar quais informações colocar e onde incluir interesses, projetos e formas de contato. Não se esqueça também de adicionar novas conexões e pedir por recomendações, sem vergonha de se mostrar como profissional!


Você tem alguma dica diferente para melhorar o marketing pessoal usando o LinkedIn? Conte para a gente aqui nos comentários!

E não deixe de conferir essas outras dicas de LinkedIn para freelancers no vídeo abaixo!


Lembrando que estamos também no nosso canal no YouTube, com vídeos novinhos sobre a vida de freela. Assina lá para não perder nenhum conteúdo. Também marcamos presença no Facebook, Instagram e LinkedIn. Nesses canais, compartilhamos muitas dicas para ter mais sucesso como freelancer e também para aproveitar todos os benefícios da carreira independente. É claro, também respondemos dúvidas. Só deixar elas aqui nos comentários do post 😃 

Natália Masiero
Paulistana, pisciana, curiosa e designer por formação, já trabalhou em vários lugares e conheceu um pouco de tudo, às vezes até se arrisca na fotografia, começou a se aventurar no mundo da programação há pouco tempo, gosta de viajar, de praia, de muitos livros, ilustração e de desenhos animados. Odeia leite e livros de autoajuda.

Comentários

1 Comentário
  1. postado por
    Camila Sampaio
    nov 9, 2016 Reply

    Obrigada, Natália. Suas dicas foram muito boas. Acabei de ler e estou mesmo com essa vergonha que você mencionou! Vou correr no Linkedin e espero ter sucesso nessa nova vida de freela. Um beijo.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Desenvolvido por: