Assinar Newsletter

Receba novidades, artigos e dicas especiais.

Como freelas se relacionam com dinheiro? Participe da pesquisa!

Desde que coloquei o Vivendo de Freela no ar, duas perguntas estão sempre entre as mais frequentes: quanto cobrar pelos serviços e como gerenciar as finanças sem ter ganhos fixos.

Por isso, colocar no ar a pesquisa Freela$: como nos relacionamos com o dinheiro? é um desejo antigo. O objetivo é nos ajudar a consolidar conhecimento sobre o nosso mercado nesse ponto tão específico, mas também tão importante!

A pesquisa é totalmente confidencial (não estou coletando e-mails junto com as respostas) e a sua participação é muito importante para sabermos de fato:

– Quanto em média ganha um freelancer em cada área de atuação
– Como os freelancers se organizam financeiramente
– Quais são os principais custos mensais de um freelancer
..e algumas outras coisinhas mais!

Como participar da pesquisa Freela$: como nos relacionamos com o dinheiro?

Para participar, basta clicar na imagem abaixo e responder as perguntas. Você vai levar no máximo 10 minutos para deixar a sua contribuição!

Agradeço também se puder enviar a pesquisa para amigos e conhecidos que estão na vida de freela. Desta maneira, teremos maior volume de respostas e garantiremos a validade estatística do estudo.

pesquisa como freelas se relacionam com dinheiro

Qual a importância de descobrir como freelas se relacionam com dinheiro?

Ok, eu falei que o objetivo da pesquisa é responder algumas perguntas comuns sobre o mercado freelance. Mas vai além disso!

Com o aumento dos profissionais buscando o freela como opção de carreira – tanto por opção, quanto por necessidade, é urgente que a gente comece a profissionalizar mais rapidamente nossa atuação. E isso passa pela consolidação de conhecimento, que permita entender “onde estamos e para onde vamos” nesse mercado.

A partir disso, eu e outros produtores de conteúdo poderemos também criar artigos e vídeos mais focados nas reais necessidades dos freelancers!

Luciane Costa
Formada em jornalismo e apaixonada por conteúdo digital. Virou freelancer porque precisava de uma grana extra e acabou descobrindo que adora trabalhar assim. Gaúcha e morando em São Paulo, é viciada em séries de detetives e adora cozinhar.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Desenvolvido por: