Assinar Newsletter

Receba novidades, artigos e dicas especiais.

O lettering, a caligrafia e a vida de freela

Sou graduada em design e a minha história com o lettering e a caligrafia começou com a vontade de desenvolver um novo hobby. Pesquisei um pouco sobre o assunto, passei a praticar e percebi que, com treino e paciência, poderia dominar essas artes. Nessa mesma época, as técnicas de “faça você mesmo” e a busca das pessoas por produtos personalizados teve uma enorme expansão, me permitindo divulgar cada vez mais o meu (segundo) trabalho.

 

Antes de falar um pouquinho mais sobre as diversas possibilidades de aplicação do lettering e da caligrafia, precisamos fazer uma rápida diferenciação entre eles. Lettering é o desenho das letras, uma a uma, seguindo um determinado estilo. Caligrafia é a escrita das letras utilizando uma ferramenta específica, como as canetas bico de pena ou as brushpens (canetas pincel). São técnicas com uma base em comum e que se complementam, mas que ao mesmo tempo são independentes entre si.

 

Possibilidades para freelas em lettering e caligrafia

 

Vamos, então, explorar um pouquinho sobre os campos de atuação do lettering e da caligrafia no mundo de quem atua como freelancer:

 

Identidade Visual

 

Trabalhos de desenvolvimento de identidade visual estão entre os mais pedidos no mundo dos freelas em design gráfico. Ter o conhecimento de lettering e caligrafia pode ser de extrema utilidade no momento da criação de uma nova marca, pois o profissional terá maior liberdade em modificar as letras de acordo com o propósito de cada trabalho, sem ficar restrito a famílias tipográficas prontas.

 

Além disso, tanto o lettering quanto a caligrafia criam um resultado personalizado e único para cada identidade visual, agregando ainda mais valor ao trabalho do designer e ao negócio do seu cliente.

mateusz witczak
Imagem | Mateusz Witczak

 

Tipografia

 

A tipografia e o lettering são primos próximos e muito da base necessária para dominar uma das técnicas se faz necessária para dominar a outra. Nesse caso, o conhecimento de lettering para um designer criador de tipos auxilia no desenvolvimento de suas próprias famílias tipográficas, pois fornece ferramentas e caminhos para modificar cada uma das letras, criando um estilo único que depois poderá ser digitalizado e convertido em uma fonte para uso comercial.

 

dan hoopert
Imagem | Dan Hoopert

 

Arte em painéis ou paredes

 

Frequentadores assíduos de cafés, bares e restaurantes sabem que está na moda ter cardápios à vista nas paredes dos estabelecimentos ou frases e ilustrações que contextualizam o produto e serviço que é oferecido. Mas o lettering em paredes ou painéis vai além: espaços de coworking e residências também estão cada vez mais sendo alvo das criações de artistas talentosíssimos.

 

Para poder desenvolver trabalhos desse tipo basta uma área pintada (geralmente de preto, mas não obrigatoriamente), algumas canetas permanentes (ou giz, para quem preferir) e muita criatividade para criar uma composição utilizando lettering e caligrafia.

 

cristina pagnoncelli
Imagem | Cristina Pagnoncelli

 

Eventos

 

Desde formaturas e casamentos a aniversários, esses eventos são um prato cheio para quem gostaria de trabalhar tanto com lettering quanto com caligrafia. O universo é muito vasto: é possível fazer convites personalizados utilizando um estilo de letra específico; tags de mesa de docinhos ou plaquinhas divertidas para os convidados; painéis para marcar áreas especiais do evento, como photoboots, ilhas de drinks, etc.

 

O mais legal é que abrange diversos públicos também, desde aqueles que preferem uma festa em estilo mais tradicional, em que uma caligrafia mais ornamentada seria o ideal, até os que optam por um ar mais despojado e informal, onde caligrafias mais modernas ou até mesmo o lettering são muito bem vindos.

 

laura hooper calligraphy
Imagem | Laura Hooper Calligraphy

 

Produtos personalizados

 

Itens decorativos estão sempre chamando a atenção das pessoas e é possível utilizar o lettering e a caligrafia para criar produtos ou linhas personalizadas. Desde quadros decorativos com frases importantes para o cliente, até canecas e xícaras, ou plaquinhas que identificam um determinado local da casa.

 

É possível também, com as canetas apropriadas, personalizar ecobags e tecidos; pode-se fazer uma arte à mão e depois digitalizá-la, para ser reproduzida e inserida em capinhas de celular e outros itens de uso pessoal.

 

no caminho das letras
Imagem | No Caminho das Letras

Como aprender a trabalhar com lettering e caligrafia?

 

Para quem se interessou em aprender lettering e caligrafia e reside em Porto Alegre ou proximidades, no dia 19 de Janeiro de 2019 ocorrerá a 4º edição do Workshop de Introdução à Caligrafia e Lettering, em que mostraremos os conceitos básicos dessas técnicas, para quem quiser começar a praticar!

 

O curso é ministrado pelo No Caminho das Letras em parceria com a Escola Supernova. Mais informações e inscrições podem ser encontradas no link http://bit.ly/lettering4ed. 

 

Joana Buglione
Designer e criadora do No Caminho das Letras, projeto em que compartilha sua jornada de aprendizagem nas artes do lettering e da caligrafia moderna, um hobbby descoberto por acaso e que se transformou em paixão e em um segundo trabalho.

Comentários

1 Comentário
  1. Luciane Costa
    postado por
    Luciane Costa
    jan 23, 2019

    Sensacional!

Deixe um comentário

Desenvolvido por: