Assinar Newsletter

Receba novidades, artigos e dicas especiais.

Ciclo menstrual e produtividade: o que isso tem a ver?

Produtividade é um tema que eu leio e estudo bastante. Desde que me tornei redatora freelancer, já usei várias técnicas e, vira e mexe, estou mudando. Acredito que a produtividade é a chave para uma vida freela feliz. Sem ser produtivo, pode ter certeza, você vai sentir que a sua vida se resume a trabalhar… E, quando é assim, noites na frente de um computador não são exceção e a grana parece que nunca vem. Ou quando vem, você sente que não vale a pena!

 

Ser produtivo, contudo, não tem nada a ver com se transformar em uma máquina. Para mim, tem mais a ver com organização e descanso certo, do que qualquer outra coisa…

 

Há um ano atrás, porém, eu estava plena e organizada no “reino do Pomodoro” quando tomei a decisão de deixar de tomar o anticoncepcional, depois de mais de 20 anos colocando uma bolinha de hormônio goela a baixo, todo santo dia! Por conta de diversos motivos, essa parecia ser uma decisão bastante sensata. No entanto, o que posso dizer foi que eu me transformei em um monstro e tudo (absolutamente tudo!) o que eu sabia e fazia para ser mais produtiva foi por água abaixo! O que acabou me levando a descobrir que o nosso ciclo menstrual tem muito a ver com a nossa produtividade e pode sim ajudar na vida de freelancer.

Cabelos que caem, peito que dói, texto que não sai

 

Antes de contar o meu relato pessoal e o que eu aprendi sobre produtividade e sincronização do ciclo menstrual, eu gostaria logo de mandar aquele spoiler. Eu não sou uma profissional da área médica, e tudo o que vou escrever aqui é baseado no que estudei e testei em mim mesma. Não recomendo que ninguém pare de tomar a pílula de um dia para o outro, nem siga o que está escrito aqui. O ideal é contar com um suporte médico, especialmente de ginecologistas que tenham uma proposta menos pró-pílula. Também sugiro que você se observe mais durante o seu ciclo menstrual. Eu cresci com a ideia de que menstruação era um saco e hoje vejo as coisas de forma bem diferente…

 

Enfim, feitas essas considerações, vamos ao que interessa! No primeiro mês sem a pílula, me transformei em um monstro, como contei. Cabelo caindo, peito doendo, humor variando muito e nada de energia para trabalhar. Eu me sentia exausta! Mesmo sem ter feito quase nada no meu dia. E, claro, isso interferiu bastante no meu dia a dia de freelancer, no relacionamento com os meus clientes e na grana no final do mês.

 

Essa foi a segunda vez que decidi parar de tomar a pílula. Mas jurei que, independentemente dos sintomas, eu seguiria firme e forte! Não foi fácil e o que me ajudou muito a superar o descontrole hormonal em que eu me meti foi ter conhecido este site e o trabalho da Alisa Vitti, uma nutricionista especializada em hormônios femininos. Além de propor algumas mudanças na dieta e no estilo de vida, Alisa explica bem como as fases do nosso ciclo menstrual interferem em tudo. A mulher é cíclica e deveríamos aproveitar mais isso!

 

Desde que entrei em contato com o trabalho da Alisa mudei diversas coisas na minha rotina e, no que diz respeito à vida de freela, também venho mudando. A ideia é aproveitar melhor os meus ciclos em prol de resultados e da melhoria da minha produtividade.

 

Ciclo menstrual e rotina de trabalho

 

Depois de entrar em contato com o trabalho da Alisa e ler o livro “The woman’s code”, comecei a ler e estudar sobre o ciclo menstrual. Confesso que com 30 anos de idade, eu mal me lembrava das aulas de educação sexual do colégio e todas as informações que encontrei na internet traziam dados para quem quer engravidar e não para quem quer ser mais produtiva! O ciclo menstrual tem uma interferência enorme na vida das mulheres e todas nós deveríamos saber mais sobre ele, independentemente do desejo de engravidar.

 

Segundo a Alisa, o ciclo menstrual é dividido em 4 fases e, em cada uma delas, estamos mais ou menos propensos a executar certas atividades.

Fase folicular: viva a criatividade!

 

A fase folicular se inicia logo após a menstruação. Nesse momento, nossos hormônios estão em um nível mais baixo e é durante essa fase que o estrogênio começa a aumentar. Na fase folicular a energia criativa está em alta. Por isso, é o momento ideal para começar novos projetos, planejar o mês, fazer um brainstorm com clientes e focar mais em reuniões.

 

Eu que trabalho escrevendo, foco essa fase para produzir mais conteúdos para o meu blog e pensar em projetos paralelos que eu acredito que são bem importantes para a vida freela.

 

Fase ovulatória: comunicação e colaboração

 

A fase ovulatória ocorre justamente no meio do seu ciclo e é conhecida como o período fértil. Nessa fase, a comunicação e atividades colaborativas estão em alta. Também é o momento ideal para ter conversas importantes e fazer negociações. Na fase ovulatória seu magnetismo fica mais alto, portanto, pode ser um bom momento para prospectar novos clientes e fechar novos contratos.

 

Fase lútea: é hora de fazer!

 

Na fase lútea você está mais concentrada para realizar suas tarefas. Nessa fase, você também tem mais prazem em concluir suas atividades e projetos do dia a dia. Por uma questão de sorte, ou talvez sabedoria da natureza, essa é a fase mais longa do ciclo, o que ajuda bastante. Além de ser ideal para concluir projetos, sabe aquelas atividades administrativas e de contabilidade que a gente vive adiando? Então, esse é o momento!

 

Fase menstrual: reflexão e intuição

 

Durante a menstruação, nossos dois hemisférios cerebrais estão se comunicando perfeitamente! Isso favorece avaliações, correções na nossa rotina e até ouvir a nossa intuição. Durante a menstruação estamos no momento perfeito para refletir se continuamos ou não com aquele cliente, o que precisamos fazer para atingir nossos objetivos e se estamos indo na direção que gostaríamos. É um momento mais introspectivo e de análise.

 

Ciclo menstrual e produtividade na prática

 

Tive que fazer alguns ajustes na minha rotina até sentir que havia voltado ao normal. Percebi que infelizmente, nosso ritmo de trabalho não é nada cíclico, por isso é preciso ter alguns cuidados para conseguir priorizar a sua natureza em detrimento do ritmo do mundo.

 

Procurei fazer alguns ajustes, como colocar a parte de emissão de notas e faturamento alinhada com a minha fase lútea, por exemplo. E também passei a fazer prospecções apenas em um momento do mês, na fase ovulatória. Tento concluir o máximo de jobs antes de ficar menstruada. Sei que as cólicas e a indisposição são grandes especialmente nos primeiros dias, então me dou o direito de descansar mais e fazer menos.

 

Confesso que com todos esses ajustes os resultados foram sutis, mas eu me sinto me respeitando mais e sinto que o meu dia a dia segue em maior harmonia.

 

O que eu aprendi sobre produtividade é que existe uma série de fatores que precisam ser ajustados fora do trabalho. E a vida é dinâmica e imperfeita, por isso é impossível ser mega produtivo todos os dias. Vale mais buscar o equilíbrio, do que se transformar em uma máquina de fazer. O exercício é diário, mas o autoconhecimento compensa!

 

E, você? Já tinha ouvido falar em produtividade e sincronização do seu ciclo menstrual? Já tentou? Me conta mais aí nos comentários!

Helga Bevilacqua
Formada em Direito, deixou todas as leis para trás para se dedicar ao que ama: escrever. É copywriter e redatora desde 2013 e vive uma vida freela pingando por alguns lugares do mundo, com um laptop embaixo do braço e uma bicicleta no meio disso tudo.

Comentários

1 Comentário
  1. Avatar
    postado por
    Alê Mess
    fev 26, 2019

    Muito bom o artigo Helga! Também abandonei a pílula, em setembro de 2019 fará 2 anos, tomei durante 10 anos! Eu consigo me encaixar em tudo o que você falou, pois trabalho em casa e a desistência da pílula bagunçou muito a minha vida também, e junto dela, acredite se quiser, parei também o antidepressivo (tomei por 6 anos, em maio de 2019 fará 1 ano sem remédio) porém hoje eu vejo mais benefícios do que malefícios. As minhas TPMs interferem muito no meu humor, o que acabam por respingar em clientes, namorado, amigos, é uma loucura! Mas a consciência dos períodos me ajuda a tomar as atitudes certas. TPM eu preciso fazer exercício regularmente, com muito suor, de preferência. Acupuntura me ajuda muito. Na menstruação eu não me incomodo com cólicas, sei que são só nos dois primeiros dias, mas, de uma maneira geral, eu fico muito sensível e emotiva, então mais exercício físico e chá de alecrim várias vezes ao dia. Isso me ajuda bastante 🙂 A percepção dos ciclos é a chave, consciência e foco no presente, saber dosar e estipular prioridades, tudo a ver com a vida de home office 🙂 Beijinho! @alessandramess http://instagram.com/alessandramess

Deixe um comentário

Desenvolvido por: