Entre março e abril de 2017, eu resolvi aproveitar a liberdade que a vida de freelancer me trouxe para gerir as minhas próprias férias. Comprei por impulso passagens para Cape Town, na África do Sul, depois de ver que ida e volta estavam custando meros R$ 950. Isso aconteceu exatamente há dois...