Assinar Newsletter

Receba novidades, artigos e dicas especiais.

5 dicas para identificar seu perfil profissional

Com o mercado de trabalho cada vez mais competitivo, a conquista pela vaga dos sonhos se tornou uma verdadeira luta… Para que você saiba quais os pontos positivos que tem a seu favor, separei algumas dicas para identificar seu perfil profissional e se destacar! Assim, o autoconhecimento pode te ajudar a não se preocupar tanto com a concorrência.

Em primeiro lugar, darei aqui dicas de como identificar seu perfil profissional e assim explorar melhor seus pontos fortes, não entrarei no mérito de quais são as características de um bom profissional. Cada trabalho, segmento e empresa exige um determinado perfil.

Veja os livros que me ajudaram a conseguir emprego!

Como saber meu perfil profissional pode me ajudar?

Seja participando de entrevistas, processos de seleção, seja buscando clientes como freelancer, saber seu ponto forte e seu diferencial é fundamental para se destacar da concorrência.

Além disso, o autoconhecimento permite entender melhor quem é, saber o que tem a oferecer, encontrar clientes e empresas que estão alinhados com você…

Sabendo disso, confira os caminhos para descobrir seu perfil profissional:

1. Peça feedback

A melhor forma de saber onde está errando e acertando é perguntando!

Converse com os profissionais com os quais já trabalhou, preste atenção no que dizem sobre você, se atente aos pontos fortes e fracos apontados por eles!

Apenas tome cuidado. É importante saber separar o que é um feedback produtivo do que é apenas crítica pura. E, também é importante estar aberto a receber essas críticas.

Analise o que foi dito, pense se faz ou não sentido e trace um plano para melhorar os pontos fracos e potencializar os fortes. Para saber o tipo de profissional que é, você precisa saber o que pensam de você (a imagem que está passando).

2. Matriz SWOT ou FOFA

Você já conhece essa matriz? É uma ferramenta muito utilizada por empresas, mas já pensou em aplicá-la em si mesmo?

SWOT vêm dos termos em inglês: Strengths (Forças), Weaknesses (Fraquezas), Opportunities (Oportunidades) e Threats (Ameaças).

Nesse caso sua matriz ficaria assim:

Forças e fraquezas são referentes a você como profissional. Identifique o que você faz de melhor e no que você não é tão bom assim, como dito acima, saiba potencializar seu melhor!

Em oportunidades e ameaças, faça uma análise do mercado em que está inserido, saiba o que está acontecendo e identifique em qual você poderia atuar.

Por exemplo: há um ano eu fiz uma análise de como sou como profissional, quais meus pontos fortes e fracos e em que mercado eu poderia atuar e ser mais valorizada.

Além disso, com os feedbacks, percebi que meu principal ponto forte não era o que eu pensava. Quando descobri qual era o meu maior ponto forte, ao invés de teimar que era outro, foquei em me desenvolver mais nisso e focar em uma vantagem competitiva.

Conheça o Business Model You.

3. Teste 16 personalities

Você já fez algum dos testes profissionais disponíveis pela internet?

Pois bem, essa é uma forma de saber mais sobre o tipo de profissional que você é.

O 16 personalities é um teste gratuito que fiz há  algum tempo. Como sou da área de comunicação, é natural que meu perfil seja de influenciadora (ou seja, alguém que sabe se comunicar).

Faça você também e descubra mais sobre seu perfil profissional!

Confira também 6 livros para turbinar a carreira!

4. Teste Via Character

Nesse teste você responderá a algumas perguntas e ao final terá uma lista de valores que se destacam em você. É legal saber disso justamente para encontrar uma empresa que esteja alinhada com o que acredita.

O teste é rápido e no final você saberá um pouco mais sobre si mesmo e de quebra te ajudará a encontrar empresas que tenham valores similares.

5. Teste DISC

Esse teste e utilizado por algumas instituições e empresas para definir seu perfil comportamental de acordo com quatro características: dominância, influência, estabilidade e conformidade – ou seja, DISC.

Esse teste é pago, mas você pode encontrar um profissional que aplique em você (no meu caso, fiz o teste em uma etapa de recrutamento de uma empresa).

O autoconhecimento é muito importante para um profissional, independente de em qual área atue.
Vale lembrar que você não precisa levar tudo ao pé da letra, pode filtrar e encontrar a essência da mensagem. O importante é que o seu desenvolvimento como profissional seja contínuo.

O que achou do artigo? Deixe nos comentários sua opinião!

Michele Kataoka
Formada em Publicidade e Propaganda, pós-graduanda em Gestão de Marketing e estudando Neuromarketing. Amante de Marketing com foco em resultado, produção de conteúdo e contar histórias. Escritora por amor, viajante por natureza e amante de finanças pessoais!

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Desenvolvido por: